Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 14/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 13/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 14/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 13/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 14/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 13/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 14/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 13/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Moçambique

Ferroviário da Beira nos "quartos" da Liga dos Campeões

media Rogério Gonçalves (esquerda), treinador do Ferroviário da Beira, e Nuno da Silva (direita), treinador-adjunto do clube moçambicano. Foto cedida por Nuno da Silva

O Ferroviário da Beira apurou-se para os quartos-de-final da Liga dos Campeões da CAF, sem ter disputado o encontro desta sexta-feira 7 de Julho frente ao clube sudanês do Al-Hilal, devido à suspensão e desqualificação da Federação Sudanesa de Futebol de todas as provas internacionais.

Um apuramento histórico, é nesta situação que se encontra actualmente o clube moçambicano do Ferroviário da Beira, que disputava pela primeira vez a fase de grupos da Liga dos Campeões da CAF. Os Moçambicanos estão, por enquanto, apurados para os quartos-de-final da prova após a exclusão dos dois clubes sudaneses que estavam no grupo, o Al-Hilal e o Al-Merrikh.

FIFA não admite ingerências

A FIFA, organismo que gere o futebol mundial, anunciou esta sexta-feira a suspensão da Federação Sudanesa de Futebol, com efeito imediato, devido à interferência do governo na gestão da instituição. Esta decisão vai proibir a selecção nacional do Sudão de realizar encontros internacionais, e a participação dos clubes sudaneses nas competições continentais.

A suspensão surge no seguimento de uma decisão tomada pela FIFA a 27 de Junho onde o organismo afirmava que a suspensão seria levantada quando o conselho da Federação do Sudão e o seu presidente, Mutasim Gaafar Sir Eklkhatim, fossem reintegrados nas suas funções.

Foi a resposta da FIFA ao afastamento de Mutasim Gaafar Sir Eklkhatim, substituído por Abdel Rahman Elkatim no início de Junho, na sequência de um decreto do secretariado da Justiça do Sudão.

Ferroviário da Beira, apurado?

Enquanto a situação permanecer, e este não é o primeiro caso no mundo do futebol, os clubes não podem participar nas provas continentais.

Ora na fase de grupos da Liga dos Campeões, os dois clubes sudaneses estavam no mesmo grupo, juntamente com os moçambicanos do Ferroviário da Beira e os tunisinos do Étoile du Sahel. Com este decisão, os dois clubes, Ferroviário da Beira e Étoile du Sahel, apuram-se para os quartos-de-final sem disputar os últimos jogos que deviam decorrer durante este fim-de-semana.

Recorde-se que na tabela classificativa do Grupo A, após cinco jornadas, o Étoile du Sahel lidera com nove pontos, à frente do Al-Merrikh com sete, do Ferroviário da Beira com cinco, e do Al-Hilal com quatro pontos.

De notar que a equipa técnica, liderada pelo treinador português Rogério Gonçalves, que chegou há apenas duas semanas ao comando do Ferroviário da Beira, na companhia do seu adjunto luso, Nuno da Silva, e os jogadores do clube da Beira já se encontravam no Sudão para o jogo desta sexta-feira 7 de Julho frente ao Al-Hilal. Se a suspensão e a exclusão dos clubes forem mantidas, o Ferroviário alcança um feito histórico com um apuramento inédito para os quartos-de-final da prova.

Rogério Gonçalves, treinador português do Ferroviário da Beira, estava satisfeito com o apuramento.

Rogério Gonçalves, treinador do Ferroviário da Beira 07/07/2017 ouvir

Recreativo do Libolo também apurado?

A situação na Taça das Confederações da CAF não é tão simples. O único representante lusófono, o Recreativo do Libolo, encontra-se no terceiro lugar do grupo C com seis pontos.

Recorde-se que na tabela classificativa, após cinco jornadas, os sudaneses do Al-Hilal Al-Ubayyid lideram com 10 pontos, à frente dos zambianos do ZESCO United com sete, dos angolanos do Recreativo do Libolo com seis, e dos egípcios do Smouha com cinco pontos.

No domingo, o Recreativo do Libolo defronta o Smouha e deverá pelo menos alcançar um empate para garantir o apuramento, se a suspensão do clube sudanês se confirmar. Se a exclusão não for mantida, os angolanos deverão vencer o clube do Egipto, e esperar por uma derrota do ZESCO.

Esta situação complica as contas dos dos clubes lusófonos presentes na Liga dos Campeões e na Taça das Confederações da CAF, porque as tres equipas sudanesas estão nos grupos do Ferroviário da Beira e do Recreativo do Libolo. A FIFA e a CAF (Confederação Africana de Futebol) deverão esclarecer rapidamente as condições nas quais os clubes se encontram.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.