Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 20/03 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 17/03 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/03 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/03 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/03 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 17/03 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/03 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/03 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/03 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 17/03 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/03 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/03 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/03 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 17/03 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/03 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/03 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Moçambique e a Ilha da Reunião juntos na dança

Moçambique e a Ilha da Reunião juntos na dança
 
3.6 Hz no Centro cultural franco-moçambicano em Maputo e, em Novembro, na Ilha da Reunião Lauriane Schulz/CCFM

3.6 Hz é um espectáculo de dança contemporânea, obra do coreógrafo francês Didier Boutiana.

A performance, depois de ser exibida na passada sexta-feira em Maputo, no Centro cultural franco-moçambicano, chegará em Novembro à Ilha francesa da Reunião.

3.6 Hz é uma performance concebida pelo coreógrafo Didier Boutiana, oriundo da ilha francesa da Reunião, onde o projecto será exibido também em Novembro próximo.

Boutiana, da companhia Soul City, foi popularizado internacionalmente em torno de ritmos do hip-hop, nomeadamente.

3.6 Hz no Centro cultural franco-moçambicano em Maputo e, em Novembro, na Ilha da Reunião Lauriane Schulz/CCFM

Já Lauriane Schulz, encarregada de projectos culturais e de cooperação entre Moçambique e a ilha da Reunião, no centro cultural franco-moçambicano de Maputo, explicou-nos como surgiu este projecto de dança contemporânea.

José Jalane, um dos três bailarinos moçambicanos do projecto, comentou a forma como este tomou corpo.

Ouça aqui a reportagem em torno de 3.6 Hz !


Sobre o mesmo assunto

  • Convidado

    A dança falada de "Act est Fabula"

    Saber mais

  • Artes

    "Fica no Singelo" ao ritmo de dança e música

    Saber mais

  • Convidado

    Samba e a vontade de dançar

    Saber mais

  • Cabo Verde

    Cabo Verde celebra Dia Internacional da Dança

    Saber mais

  • Angola apresenta o poder da arte contemporânea em livro

    Angola apresenta o poder da arte contemporânea em livro

    "Atlantica: Contemporary art from Angola and its diaspora" é um livro feito por artistas e para artistas que revela uma nova perspectiva sobre a arte contemporânea angolana.A …

  • Música: A força da União das Tribos

    Música: A força da União das Tribos

    A União das Tribos existia já, desde 2011, em estado embrionário, por assim dizer. Mas é em 2014 que surge o seu primeiro trabalho discográfico e, desde aí, o grupo, …

  • Silvia Ribeiro Ferreira, o saxofone por paixão

    Silvia Ribeiro Ferreira, o saxofone por paixão

    Nesta edição do Magazine Artes fomos descobrir a saxofonista franco-portuguesa Silvia Ribeiro Ferreira.O seu primeiro álbum, Luziades, estreou-se em finais de 2018, e …

  • O universo de Abdel Queta Tavares em exposição na Underdogs

    O universo de Abdel Queta Tavares em exposição na Underdogs

    Abdel Queta Tavares é um nome que começa a ganhar força no mundo da fotografia.O artista nascido na Guiné-Bissau apresenta a primeira exposição invidual da sua carreira …

  • João Caetano: Rhythm and Fado e outras histórias

    João Caetano: Rhythm and Fado e outras histórias

    Nesta edição de Artes estaremos como o jovem compositor e percussionista português, João Caetano. Para além de ser o ritmista das bandas de soul funk e de jazz britânicas, …

  • Entre arte e activismo existem

    Entre arte e activismo existem "Amores pós-coloniais"

    “Amores Pós-Coloniais” é a mais recente criação de André Amálio e Tereza Havlíčková na companhia Hotel Europa e está em cena no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa.Num …

  • A grande homenagem de Almada aos seus músicos

    A grande homenagem de Almada aos seus músicos

    O que é que os Xutos e Pontapés, UHF, Roquivários, Ogiva, Kama Sutra, Iodo, Opinião Pública, Da Weasel e Carlão têm em comum ? São de Almada, ou viveram lá muitos anos, …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.