Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 11/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 13/11 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/11 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 11/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 13/11 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/11 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 11/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 13/11 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/11 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 11/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 13/11 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/11 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Moçambique: STAE promete resultados amanhã

Por
Moçambique: STAE promete resultados amanhã
 
Populares aguardam pela sua vez para votar para as eleições autárquicas, em Maputo, Moçambique, 10 de outubro de 2018 ANTÓNIO SILVA/LUSA

Cerca de quatro milhões de eleitores foram hoje às urnas escolher os futuros dirigentes das 53 cidades e vilas autárquicas de Moçambique. Um processo que disputam 21 partidos políticos, coligações de partidos e grupos de cidadãos eleitores. O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral-STAE- promete a projecção dos resultados provisórios são conhecidos amanhã.

O primeiro cidadão a votar, às sete da manhã, hora local, foi o Presidente da República, Filipe Nyusi falou da importância do acto para os moçambicanos.

Apesar das garantias dos órgãos eleitorais de que a máquina estava afinada para o início do processo, o certo é que houve abertura tardia de algumas mesas de voto e falhas nos cadernos eleitorais, como denunciou à porta de uma assembleia de voto, Manuel de Araújo, cabeça de Lista da Renamo principal partido da oposição.

Uma situação também reportada, em conferência de imprensa pelo Programa VOTAR Moçambique, Paula Monjane integra o consórcio das organizações da Sociedade Civil, que teceu duras críticas aos órgãos de legislação eleitoral.

Numa primeira avaliação, o Comité de Resposta e Reconciliação Nacional composto por personalidades locais e monitores da Rede de Monitoria da Sociedade Civil reportou também vários incidentes pelo país. Casos de violência verbal e física entre os delegados de candidatura dos partidos políticos, membros das mesas de votação e até entre os eleitores. Os incidentes resultaram em pouco mais de 20 feridos, denunciou Felicidade Chirindza do Comité de Resposta e Reconciliação Nacional.

Trabalharam nas quintas eleições autárquicas 38.213 membros das assembleias de voto distribuídas em 5459 mesas.

O processo acompanhado por grupos de observadores também da CPLP e mais de mil jornalistas entre nacionais e estrangeiros, encerrou as 18, hora local e seguiu-se a contagem dos votos. O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral-STAE- promete a projecção dos resultados provisórios são conhecidos amanhã.


Sobre o mesmo assunto

  • Moçambique

    Moçambique: Incidentes marcam dia eleitoral

    Saber mais

  • Convidado

    Autárquicas 2018: Frelimo quer vencer todas as autarquias do país

    Saber mais

  • Convidado

    Autárquicas 2018: MDM "cada vez mais próximo do poder"

    Saber mais

  • Convidado

    Autárquicas 2018: Renamo quer converter "lixo em luxo"

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.