Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Moçambique

Detido antigo ministro moçambicano

media Manuel Chang, ministro das finanças de Moçambique entre 2005 e 2010, preso na África do Sul a 29/12/2018 mf.gov.mz

O antigo ministro das finanças de Moçambique, entre 2005 e 2010, Manuel Chang, foi detido na República da África do Sul sob acusação de lavagem de dinheiro e fraude financeira, segundo confirmou a embaixada de Moçambique em Pretoria.

O actual deputado pela Frelimo, partido no poder, foi detido no Aeroporto Internacional Oliver Tambo, em Joanesburgo, quando se preparava para embarcar com destino ao Dubai, e na sequência de um mandado de captura internacional emitido pelo governo norte-americano na última quinta-feira.

De acordo com o site "Carta de Moçambique", Manuel Chang, um dos nomes envolvidos no caso das dívidas ocultas, estimadas em pouco mais de dois mil milhões de dólares contraídas com garantias do Estado a favor das empresas MAM, Proindicus e EMATUM, mas sem a aprovação do parlamento, poderá ser extraditado para os Estados Unidos da América, onde caso seja condenado deverá cumprir uma pena cumulativa de 45 anos de prisão.

Sobre a detenção no sábado de Manuel Chang, ministro das finanças durante a governação de Armando Guebuza, apontado como sendo detentor de contas em paraísos fiscais onde estão depositados valores acima da dívida pública, as autoridades moçambicanas no país ainda não se pronunciaram.

Orfeu Lisboa, correspondente em Maputo 30/12/2018 ouvir
Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.