Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 26/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 23/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 26/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 23/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 26/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 23/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 26/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 23/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Moçambique

Renamo diz que recenseamento está a ser “um fiasco”

media Eleições autárquicas de 10 de Outubro de 2018. Roberto MATCHISSA / AFP

A Renamo apontou que o processo de recenseamento eleitoral em curso em Moçambique está a ser “um fiasco” e teme “um descalabro” em termos de participação eleitoral. As eleições gerais são a 15 de Outubro.

A cerca de duas semanas do fim do recenseamento para as eleições gerais de 15 de Outubro, em Moçambique, a Renamo criticou o processo em curso desde 15 de Abril e que se prolonga até 30 de Maio.

É um grande fiasco a forma como o recenseamento está a decorrer. Nós, neste momento, estamos a passar a informação e estamos a passar o posicionamento do partido relativamente ao recenseamento. Mas também não só denunciar as irregularidades, mas também passarmos a ser elementos activos para que os cidadãos possam afluir aos postos de recenseamento para que tenhamos uma eleição com uma participação maior do que aquela se está a antever agora e que seria um descalabro”, afirmou Venâncio Mondlane, conselheiro do presidente da Renamo, Ossufo Momade.

Entretanto, o Instituto Eleitoral da África Austral, uma organização da sociedade civil, acusou o Secretariado Técnico de Administração Eleitoral de reduzir o número de eleitores nas zonas de maior influência dos partidos da oposição.

Oiça aqui a reportagem de Orfeu Lisboa.

Orfeu Lisboa, correspondente em Maputo 13/05/2019 ouvir
Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.