Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Moçambique

Acordo de paz fragilizado em Moçambique

media Assinatura em Maputo do Acordo de paz de Moçambique entre Filipe Nyusi, chefe de Estado, e Ossufo Momade, presidente da Renamo, a 6 de Agosto de 2019. AFP

Em Moçambique a Renamo, na oposição, acusa a Frelimo, partido no poder, e os grupos da polícia comunitária de praticarem actos de violência e intolerância política contra militantes da antiga guerrilha um pouco por todo o país. Para o movimento da perdiz trata-se de uma grosseira violação do acordo de paz e reconciliação nacional assinado no princípio deste mês em Maputo.

Pouco mais de uma semana depois da assinatura do acordo de paz e reconciliação nacional, a Renamo denuncia violação dos princípios de pensamento diferente e coabitação pacífica defendidos no tratado de Maputo.

José Manteigas, porta-voz da Renamo da exemplo de casos graves de violência contra os seus militantes registados nas província de Tete, Zambézia, Gaza e Inhambane e por isso faz um apelo à “sua Excelência Presidente da República para tomar todas as providências no sentido de pôr fim a estas atitudes que arrepiam o convívio entre os moçambicanos.

Para o principal partido da oposição estes actos de intolerância política criam dúvidas sobre a eficácia do acordo de paz e do compromisso de boa fé e receia que a situação poderá ser grave durante a campanha eleitoral e a 15 de Outubro dia de votação.

Orfeu Lisboa, o nosso correspondente, tem mais informação.

Correspondência de Maputo 16/08/2019 ouvir
Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.