Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 13/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 13/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 13/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 13/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

João Mosca "é ridículo" alegar Credibilidade do Estado na reestruturação da dívida

João Mosca
 
Logótipo da Empresa Moçambicana de Atum - EMATUM DR

Em Moçambique a questão da reestruturação dos 726,5 milhões de dólares da dívida da Ematum, anunciada esta semana pelo governo como algo destinado a recuperar a credibilidade do Estado junto dos credores, continua a dividir os moçambicanos, já que esta foi anulada em Junho pelo Conselho Constitucional.

Em Março a Procuradoria Geral da República de Moçambique intentou em Londres uma acção judicial defendendo o cancelamento imediato da divida da ProIndicus de quase 600 milhões de dólares, sendo que o governo de Moçambique exige que indemnizações aos bancos Crédit Suisse e VTB russo responsáveis pelas dívidas ocultas das três empresas EMATUM, Proindicius e MAM, orçadas em 2.2 mil milhões de dólares e contraídas à revelia do parlamento, durante o mandato do Presidente Armando Guebuza.

Para o economista e professor catedrático João Mosca a reestruturaçao desta dívida ilegal é uma violação da Constituição e o argumento do governo alegando credibilidade do Estado é simplesmente ridículo.


Sobre o mesmo assunto

  • Moçambique

    Moçambique dividido com reestruturação da dívida

    Saber mais

  • Convidado

    Moçambique: tentáculos da dívida oculta

    Saber mais

  • Convidado

    Moçambique: exigida responsabilização criminal pela dívida ocultada

    Saber mais

  • Convidado

    Moçambique: Amnistia Internacional quer que o Papa Francisco aborde direitos humanos

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.