Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

ONG denuncia torturas cometidas por jihadistas contra adolescentes curdos

media "Seu silêncio está matando as crianças", diz cartaz durante protesto realizado em Londres, no último sábado (1), contra o grupo Estado Islâmico. REUTERS/Paul Hackett

A ONG Human Rights Watch (HRW) denuncia nesta terça-feira (4) novas atrocidades cometidas pelo grupo sunita Estado Islâmico na Síria. Segundo a organização de defesa dos direitos humanos, os jihadistas torturaram um grupo de 150 adolescentes curdos capturados durante a invasão à cidade de Kobane, em maio passado.

Em depoimento à ONG, quatro adolescentes que estiveram no cativeiro revelaram que os menores, alguns de 14 anos, eram obrigados a assistir vídeos de decapitação.

Eles foram amarrados com cordas e correntes e eram obrigados a rezar cinco vezes ao dia orações do Alcorão. Os que se recusavam a obedecer eram espancados.

Os jihadistas sequestraram o grupo de jovens quando eles voltavam de uma viagem escolar a Aleppo, na Síria. Os adolescentes curdos foram libertados em etapas, a última delas no dia 29 de outubro, mas todos ficaram profundamente traumatizados.

A Human Rights Watch considera que esses maus-tratos equivalem a crimes de guerra.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.