Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Onda de calor na Índia continua forte e já matou mais de 1,7 mil

media Onda de calor na Índia continua forte e já matou mais de 1,7 mil. REUTERS/Jitendra Prakash

Os hospitais da Índia registravam nesta quinta-feira (28) um número recorde de pacientes vítimas da onda de calor que já fez mais de 1.700 mortos em pouco mais de duas semanas. As temperaturas atingem até 45 graus na capital Nova Déli. Centenas de pessoas, principalmente entre os mais pobres, morrem todos os anos durante o verão no país, mas 2015 já superou os números de 1995, quando 1.677 pessoas não sobreviveram ao forte calor.

O sul da Índia é a zona mais afetada e a que registra o maior número de vítimas, sobretudo, entre os operários, os sem-teto e os idosos. Em Andhra Pradesh, o estado mais afetado, 1.334 pessoas morreram desde 18 de maio, o dobro do registrado no verão do ano passado. As autoridades instalaram vários pontos de abastecimento de água. Os médicos da região declararam que nunca viram tantos casos graves como neste ano.

"Nossos serviços estão completamente lotados", declarou o médico J.V. Subbarao, do Instituto Rajvi Gandhi para Ciências Médicas, em Andhra Pradesh. "Sou médico neste distrito há 40 anos e nunca tinha visto nada parecido, com tanta gente chegando e tantos mortos", acrescentou.

De acordo com especialistas, o número de mortos provavelmente é ainda maior. No vizinho estado de Telangana, onde as temperaturas chegaram a 48°C no fim de semana, 340 pessoas morreram nos últimos dias, contra 31 no ano passado.As autoridades aconselharam que as pessoas não saiam às ruas e permaneçam hidratadas.
 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.