Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 17/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Patrão da Volkswagen demitiu-se

media A Volkswagen é acusada de ter feito batota para conseguir bons resultados nos testes anti-poluição nos Estados-Unidos. REUTERS/Stefan Wermuth

O patrão do construtor alemão automóvel Volkswagen demitiu-se hoje. A empresa deve anunciar na sexta-feira o nome do seu sucessor. O escândalo tomou proporções mundiais e poderia ter um impacto sério ao nível das vendas do grupo.

Martin Winterkorn alega que a Volkswagen precisa de um novo fôlego para justificar a sua demissão.

Outras consequências são de prever em relação à direcção do grupo automóvel alemão, que deve escolher na sexta-feira um novo líder enquanto uma queixa deverá ser apresentada na justiça.

Em causa este escândalo que assumiu proporções planetárias implicando a batota da Volkswagen em relação a uma tecnologia que permitia falsear os níveis de poluição dos seus automóveis.

O ministro alemão dos transportes desmentiu hoje ter tido conhecimento desta metodologia que passava pela injecção de produtos químicos nos centros de teste dos carros para reduzir as emissões de produtos poluentes.

Alexander Dobrindt alegou serem falsas as alegações dos verdes de que o executivo tinha conhecimento dos métodos do grupo Volkswagen.

Um caso que está a manchar a imagem do construtor automóvel, esperando-se consequências ao nível do seu volume de vendas pelo mundo fora.
 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.