Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 15/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 13/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 15/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 13/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 15/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 13/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 15/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 13/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Eleições num Haiti em busca da estabilidade democrática

media Cartazes eleitorais dos candidatos ao esrutínio de 25 Outubro de 2015,em Port-au-Prince. REUTERS/Andres Martinez Casares

Os eleitores do Hait vão  às  urnas para eleger um novo presidente , na esperança de contribuir para o fim da instabilidade política crónica que afecta o país das Caraíbas.Três candidatos estão em liça para suceder ao presidente cessante , Michel Martely. Eles são Jude Célestin, Jovenel Moïse e Moïse Jean-Charles.

Os  haitianos deslocaram-se neste domingo às urnas para eleger um novo presidente, com em pano de fundo, uma situação de instabilidade política crónica e importantes dificuldades económicas , exacerbadas pelas sequelas do devastador terramoto que assolou no dia 12 de Janeiro de 2010. Dez mil agentes das forças de segurança haitianas , apoiados por 5.000 capacetes azuis da MINUSTAH(Missão das Nações Unidas no Haiti) foram designados para manter a normalidade do escrutínio. Segundo observadores locais, não obstante o receio de eventuais distúrbios, os dias que antecederam a organização do escrutínio presidencial caracterizaram-se por uma atmosfera festiva, num país que desde a queda, em 1986, da ditadura dos Duvalier , continua à procura da estabilidade política.

 O mandato de Michel Martelly, que assumiu a presidência em Maio de 2011, foi marcado por uma crise profunda entre o executivo e a oposição. A tensão política desembocou no adiamento das eleições municipais e legislativas no Haiti.

 Michel Martelly cujo mandato de cinco anos termina, não conseguiu enraizar a estabilidade democrática tão almejada pelos haitianos . Os principais candidatos à sucessão de Martelly, são Jude Célestin, engenheiro mecânico, Jovenel Moïse , empresário, apoiado pelo presidente cessante e Moïse Jean-Charles, antigo senador e virulento crítico à política de Michel Martelly.

 Jude Célestin, líder da Liga Alternativa para o Progresso e a Emancipação do Haiti, recebeu nomeadamente o apoio do do conhecido músico Wyclef Jean. Uma eventual segunda volta entre os dois melhores candidatos está prevista para 27 de Dezembro.

               

 

            

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.