Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/03 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 24/03 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/03 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/03 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/03 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 24/03 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/03 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/03 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 19/03 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 24/03 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/03 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/03 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 19/03 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 24/03 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/03 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/03 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Reino Unido votou pela saída da União Europeia

media Os britânicos votaram em quase 52% pela saída da UE REUTERS/Toby Melville

Os eleitores do Reino Unido votaram em 51,9% pela saída do país da União Europeia. O primeiro-ministro britânico David Cameron lembrou que não defendera esta posição, mas mantém-se em funções até Outubro.

A Inglaterra e o País de Gales votaram pela saída enquanto a Irlanda do Norte a Escócia votaram em prol da manutenção.

Escoceses e norte-irlandeses já ameaçaram promover referendos sobre a respectiva saída do Reino Unido já que pretendiam manter-se no seio da União Europeia.

O impacto económico foi imediato com a queda das bolsas europeias e mesmo da moeda britânica, a libra.

As reacções são múltiplas: em França a líder da Frente nacional Marine Le Pen, partido de extrema direita, já pediu também um referendo idêntico em território gaulês.

Esta votação inédita suscita desde já receios sobre o enfraquecimento do bloco europeu, privado da sua segunda economia, e mesmo da sua desintegração.

Confira aqui a crónica de Vítor Matias, enviado especial a Londres.

Vitor Matias, enviado especial da RFI a Londres 25/06/2016 ouvir

Londres acordou hoje com um bonito céu azul e um sol radioso, depois das chuvas torrencias de ontem.

Mas isto é apenas o boletim meterologico do dia 24 de Junho de 2016 !

Na realidade, o Reino Unido decidiu ontem deixar a União Europeia, e os londrinos foram trabalhar esta manhã com ar apreensivo, sem saber muito bem como vai ser o futuro do país…quanto tempo vai durar a transição, quais as medidas que vão mudar o seu dia-a-dia.

Os líderes politicos tinham avisado que o povo iria tomar a decisâo mais importante da sua vida, uma decisão que terá repercussões na economia do país, no seu relacionamento com a União Europeia e com o Mundo.

Os resultados finais do referendo foram conhecidos muito cedo, e apontavam para 51,9 % a favor da saida, contra 48% a favor da permanência na União Europeia.

Como se previa, a Escócia votou a 62% pela permanência, na União Europeia, e a Irlanda do Norte, a 56% . O Pais de Gales, votou pela saida, a 53 %, bem como a Inglaterra enquanto a comunidade portuguesa de Lambeth, no Sul de Londres vota em peso pela permanência na União Europeia.

Primeira vítima deste referendo, o primeiro-ministro David Cameron, que anunciou esta manhã, muito cedo, que apresentará a dsua demissão em Outubro.

E o grande vencedor parece ser, desde já, o conservador Boris Johnson, antigo presidente da Câmara de Londres, que fez campanha pelo Brexit, pela saída, e se posiciona já como sério candidato ao posto de Primeiro Ministro.
 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.