Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 23/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 25/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 23/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 25/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 23/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 25/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 23/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 25/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Messi condenado a 21 meses de prisão por fraude fiscal

media Lionel Messi e Jorge Messi no banco dos réus em Barcelona REUTERS/Alberto Estevez/Pool/Files

A justiça espanhola condenou esta quarta-feira Lionel Messi e seu pai por três crimes de fraude fiscal. A estrela mundial do futebol foi condenada a 21 meses de prisão e a uma multa milionária.

Foi um tribunal de Barcelona quem condenou pai e filho a uma pena de prisão de 21 meses e ao pagamento de uma multa milionária. Messi terá de pagar 2,09 milhões de euros ao fisco ao passo que o seu progenitor terá de desembolsar 1,6 milhões, ou seja 3,68 milhões no total.

Tratando-se de uma pena inferior a dois anos e não havendo antecedentes criminais, quer a vedeta da selecção alviceleste e do Barcelona quer o seu pai não deverão ser encarcerados. Os acusados terão a possibilidade de apresentar recurso ao Tribunal Supremo.

O astro argentino do futebol e o seu pai Jorge Messi eram acusados de terem desviado mais de 4,1 milhões de euros ao fisco através de paraísos fiscais. O jogador, cinco vezes bola de ouro, não declarava a totalidade dos rendimentos relativos aos seus direitos de imagem que, entre 2007 e 2009, lhe terão rendido cerca de 10 milhões de euros.

A linha de argumentação da defesa de Messi era a de que o jogador apenas se interessava pelo aspecto desportivo e que não geria a sua fortuna. Os juízes não ficaram convencidos com o argumento de desresponsabilização avançado por Messi segundo o qual a gestão da sua fortuna estava nas mãos do seu pai.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.