Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 15/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 13/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 15/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 13/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 15/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 13/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 15/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 13/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Moscovo há um ano na Síria

media Reuters

Desde o início da intervenção de Moscovo na Síria, há um ano, cerca de 9300 pessoas perderam a vida em ataques da aviação russa.

Um ano depois da entrada na guerra da Síria, a Rússia é cada vez mais alvo de críticas, mas nem por isso se mostra menos determinada em prosseguir com operações de apoio ao regime de Bashar al-Assad desde que o curto cessar-fogo negociado com os Estados Unidos chegou ao fim, 19 de Setembro.

No último ano, 3800 civis perderam a vida e mais de 20 mil ficaram feridos pelos ataques da aviação russa.

A Organização das Nações Unidas (ONU) mostrou-se uma vez mais preocupada com a actual situação em Alepo que corresponde a “uma catástrofe humanitária não comparável a qualquer na Síria”.

Numa altura em que mais de cem mil crianças estão encurraladas na zona este da cidade controlada por rebeldes, que se tornou alvo de intensos bombardeamentos, depois do exército sírio ter anunciado, a 22 de Setembro, uma ofensiva para reconquistar a cidade síria.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.