Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 10/12 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 12/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 10/12 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 12/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 10/12 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 12/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 10/12 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 12/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 12/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Jornalista Rui Neumann lança livro sobre a "indústria do rapto"

Jornalista Rui Neumann lança livro sobre a
 
Capa do livro de Rui Neumann “Raptos políticos e tomada de reféns” DR

O nosso Convidado de hoje, é o jornalista Rui Neumann. Diplomado em Ciência Política e Relações internacionais,  Mestre em Direito e Segurança, é também profundo conhecedor das questões africanas. O seu livro “Raptos políticos e tomada de reféns” foi publicado em Portugal, no mês de Dezembro, pela Chiado Editora, e explica - de forma exaustiva - o que é um rapto, um sequestro, uma tomada de reféns, quem ganha com isso, e as vertiginosas somas envolvidas.

Rui Neumann aborda a delicada questão da 'indústria do rapto", efectuada por movimentos de libertação, guerrilhas e movimentos terroristas. O refém torna-se uma "mercadoria", e as negociações de bastidores são  quase sempre desmentidas. 

Ao falar de Cabinda, o autor evoca alguns aspectos pouco conhecidos desta vasta questão : Por um lado, os raptos destinados a "tirar do silêncio a situação do enclave", a tentativa de "credibilizar o movimento internacionalmente", ou o caso da FLEC / Renovada, que conseguiu obter contrapartidas de grande valor, tais como "o pagamento dos estudos dos filhos de alguns dos seus principais líderes".

  • Macau e as novidades do mercado do filme

    Macau e as novidades do mercado do filme

    Os cineastas portugueses Jerónimo Rocha e Frederico Serra apresentaram no Mercado do filme do Festival de cinema de Macau o projecto de longa metragem "Dédalo". …

  • Macau: fonte de inspiração para o cinema

    Macau: fonte de inspiração para o cinema

    O produtor português Luís Urbano integra o grupo de cinco conselheiros internacionais do Festival de cinema de Macau. Ele que produz Projecto Global, filme …

  • Macau quer ser referência em festivais de cinema

    Macau quer ser referência em festivais de cinema

    Maria Helena Senna Fernandes, directora do Turismo de Macau e presidente do Festival de cinema deste antigo território português no sul da China, enfatiza …

  • "A fábrica de nada" chega a Macau

    "A fábrica de nada" do realizador português Pedro Pinho está em exibição no 2° Festival internacional de cinema de Macau. …

  • Richard Zimler: Trump

    Richard Zimler: Trump "é como uma criança de 5 anos”

    O escritor luso-americano Richard Zimler, que participou no Congresso da Lusofonia e Francofonia, esta sexta-feira, em Paris, teme uma “reação muito …

  •  África, economia e desenvolvimento

    África, economia e desenvolvimento

    À boleia da 5a Cimeira da União Africana – União Europeia que decorreu em Abidjan, Costa do Marfim, a RFI encontrou Artur Cima, antigo representante …

  • "Guiné-Bissau vive situação de perigo"

    A Guiné-Bissau corre o risco de ter dois governos a partir da próxima semana. O Colectivo dos Partidos Democráticos ameaça investir Augusto …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.