Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 10/12 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 11/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 10/12 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 11/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 10/12 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 11/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 10/12 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 11/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Países do Sul tentam relançar União Europeia

media  
Primeiro ministro de Portugal antónio Costa e Presidente francês François Hollande. REUTERS/Pedro Nunes

Reunidos em Lisboa,capital de Portugal,sete países da Europa do Sul tentam criar um bloco para relançar a União Europeia.Os dirigentes de Portugal,Espanha, França e Itália designadamente analizam a postura da nova administração americana chefiada pelo Presidente Donald Trump,cujas recentes declarações levam a pressagiar uma mudança diplomática dos Estados Unidos em relação à União Europeia. A cimeira tem também como objectivo abordar questões como os problemas orçamentais na zona euro ,assim como a crise dos refugiados e a resposta da Europa na matéria.

A votação à favor do Brexit do Reino Unido em 23 de Junho de 2016 e eleição à presidência dos Estados Unidos de Donald Trump em 8 de Novembro do mesmo ano, contribuíram para que União Europeia ficasse confrontada com uma nova realidade, num mundo caracterizado por incertezas. Neste sábado em Lisboa, os países do sul da União Europeia vão tentar criar as condições para um relançamento do bloco europeu, perante a mudança radical de atitude dos Estados Unidos em relação à Europa.

François Hollande reagiu às declarações do seu homólogo americano Donald Trump, que considerou o Brexit de Londres uma boa opção para o Reino Unido. O chefe de Estado francês declarou que a Europa deve adoptar uma posição firme frente à administração Trump.

Por seu lado, o Primeiro-Ministro de Portugal , António Costa, considerou que a escalada do proteccionismo e do populismo, exige uma reforma urgente da zona euro ,de forma a superar a crise económica , social e de legitimidade que a fragiliza".

 A semelhança da primeira cimeira do sul da Europa no mês de Setembro passado em Atenas, os sete países abordaram em Lisboa as possibilidades de implementação de novas políticas para aliviar a pressão orçamental exercida sobre a economia sobretudo do sul da Europa.

Na sexta-feira, o chefe do governo italiano Paolo Gentiloni considerou que a questão do crescimento deve dominar as políticas no seio da zona euro, não obstante a implementação das regras orçamentais. A cimeira de Lisboa na qual participam também os dirigentes da Grécia, Chipre e Malta será concluída por uma declaração comum a favor da recuperação económica e dos investimentos na Europa .

Em Lisboa, os sete países do sul têm igualmente como objectivo criar um consenso , antes das cimeiras europeias de 3 de Fevereiro em Malta na qual será debatido o futuro da União Europeia sem o Reino Unido e de 25 de Março em Roma que assinalará os 60 anos do Tratado fundador do mercado comum europeu, bem como lançará as bases de um novo projecto europeu.

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.