Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 20/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 21/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 20/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 21/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 20/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 21/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 20/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 21/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Parlamento da Escócia vota sobre novo referendo

media A Primeira - ministra escocesa, Nicola Sturgeon, e o Vice -Primeiro - ministro John Swinney na abertura do Congresso do SNP em Aberdeen, a 17 de Março REUTERS/Russell Cheyne

O Parlamento da Escócia votará nesta Quarta-feira se é contra ou a favor dum segundo referendo de independência. Se os deputados verdes apoiarem o pedido da Primeira-ministra regional Nicola Sturgeon, o projecto de referendo manter-se-á, e o governo da primeira-ministra britânica Theresa May terá de decidir se concede o segundo plebiscito de independência da região do Norte.

Nicola Sturgeon, primeira-ministra da Escócia, e chefe do Partido Nacional Escocês( SNP), revelou na passada segunda-feira um novo projeto de referendo para o fim de 2018 e início de 2019.

Mas Theresa May já afirmou que não aceita que essa consulta popular ocorra dentro do prazo desejado por Nicola Sturgeon ( entre o fim de 2018 e o início de 2019) porque a perspectiva de uma ruptura teria um impacto negativo nas negociações de saída da União Europeia - que estarão a chegar ao fim, nessa altura, ou terão acabado há pouco tempo.

O Parlamento escocês, onde os nacionalistas são a primeira força, mas sem maioria absoluta, rejeitou a independência no referendo de Setembro de 2014 (55% - 45%), mas o Partido Nacional Escocês (SNP) de Nicola Sturgeon, acredita que a saída da UE exige que o País se pronuncie novamente sobre sua aliança com o resto do Reino Unido - Inglaterra, Gales e Irlanda do Norte.

Na passada Sexta-feira, a Primeira – ministra britânica acusou  o Partido Nacional escocês de praticar um "nacionalismo obsessivo que provoca a divisão". Theresa May defendeu a “união sagrada”que sustenta o País, e sublinhou que "não é o momento" para outro plebiscito.
 

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.