Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 25/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 23/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 25/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 23/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 25/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 23/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 25/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 23/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

"Eu devia-lhe isto: olhe o que o senhor me ensinou"

 
João Botelho, realizador português RFI

No quadro da 39ª edição do festival de documentários “Cinéma du Réel”, que encerra este domingo, fomos descobrir o mais recente trabalho do realizador português João Botelho.

"O Manoel foi uma pessoa que me marcou muito no cinema. Nunca tinha pensado fazer filmes. Era cinéfilo por causa de Coimbra - havia a praxe e fugia da praxe para ir para o cinema", explicou João Botelho.

Neste mais recente filme, Botelho assume dois formatos; um documentário sobre a obra de Manoel de Oliveira e uma ficção "A Rapariga das Luvas”, escrito a partir de uma história do decano do cinema.

Em "O cinema, Manoel de Oliveira e eu" João Botelho faz uma sincera declaração a Manoel de Oliveira que nos deixou há precisamente dois anos, 2 de Abril de 2015, aos 106 anos sem nunca ter deixado de fazer filmes.


Sobre o mesmo assunto

  • Guiné Bissau

    "Manoel de Oliveira influenciou o cinema da Guiné - Bissau", afirma Djamila Gomes

    Saber mais

  • Artes

    Morreu Manoel de Oliveira com 106 anos de idade

    Saber mais

  • Cultura

    Estreia do filme póstumo do cineasta português Manoel de Oliveira

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.