Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 21/01 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/01 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/01 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/01 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 21/01 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/01 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/01 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/01 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 21/01 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/01 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/01 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/01 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 21/01 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/01 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/01 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/01 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

A China no meio da tensão entre Washington e Pyongyang

A China no meio da tensão entre Washington e Pyongyang
 
O Presidente Chinês apelou o seu homólogo americano à contenção. REUTERS/Toby Melville/Lucas Jackson/File Photos

Depois de os Estados Unidos terem anunciado no começo da semana que iam posicionar a sua marinha junto à península coreana, Pyongyang respondeu dizendo que a "Coreia do Norte está pronta para a guerra". Entretanto, Donald Trump aumentou a parada via Twitter dizendo que "A Coreia do Norte quer problemas. Se a China decidisse ajudar, seria fantástico. Senão, vamos resolver o problema sem eles! U.S.A."

Apesar de Pequim apelar tanto os Estados Unidos como Pyongyang à contenção, o desfecho desta escalada é imprevisível. Embora a China seja a aliada tradicional da Coreia do Norte, o regime de Xi Jinping tem mostrado sinais de que não vai seguir Kim Jong-Un em todas as suas iniciativas. Pyongyang tem procedido a 5 ensaios de armamento nuclear desde 2006, dois dos quais no ano passado e o último no passado 5 de Março. Receia-se que possam ocorrer mais, nomeadamente no próximo 15 de Abril, dia em que a Coreia do Norte celebra os 105 anos do nascimento do fundador do regime Kim Il-Sung.

Para Carlos Gaspar, director do Instituto Português de Relações Internacionais, é difícil avaliar qual será a capacidade de Pequim influenciar Pyongyang no sentido de evitar um conflito.
 

  • Donald Trump: ano I

    Donald Trump: ano I

    Faz este Sábado um ano que Donald Trump foi investido como Presidente dos Estados Unidos, um ano de uma presidência feita de múltiplos choques, nomeadamente …

  • Recta final antes das intercalares de Nampula

    Recta final antes das intercalares de Nampula

    No dia 24 de Janeiro estão previstas eleições intercalares em Nampula no norte de Moçambique, na sequência do assassinato no passado …

  • Guiné-Bissau: e agora?

    Guiné-Bissau: e agora?

    Ontem, o Presidente guineense aceitou a demissão do Primeiro-Ministro Umaro Cissoko Embalo, uma decisão que coincidiu com o fim do prazo estipulado pela …

  • "Dramático declínio de liberdade" na Guiné-Bissau

    A liberdade no mundo atingiu em 2017 o pior nível em 12 anos. A conclusão é da Freedom House que hoje publicou o seu relatório anual sobre …

  • Clima volátil em São Tomé e Príncipe

    Clima volátil em São Tomé e Príncipe

    Promulgada a lei para a criação do Tribunal Constitucional, foram eleitos hoje os 5 juízes desta entidade numa sessão parlamentar movimentada …

  • A dança falada de

    A dança falada de "Act est Fabula"

    Em palco cinco bailarinos, cada um assume os seus movimentos individuais num grupo colectivo dirigido, pelo coreógrafo israelita Yuval Pick. O espectáculo …

  • Cabo Verde: jornalistas receiam censura

    Cabo Verde: jornalistas receiam censura

    Em Cabo Verde a proposta de um código de Ética na Radio e Televisão está a ser fortemente contestada pelos jornalistas que consideraram que …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.