Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 24/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 24/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 24/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 24/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 22/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

China: viúva de Liu Xiaobo incontactável

media Última fotografia conhecida de de Liu Xia, viúva de Lia Xiaobo, a 15 de Julho de 2017 aquando da dispersão das cinzas do Prémio Nobel no mar da China. Shenyang Municipal Information Office/via REUTERS

A Amnistia Internacional lançou um abaixo assinado pedindo a libertação da viúva de Liu Xiaobo. Liu Xia tem estado sob regime de prisão domiciliária em Pequim, os próximos alegam que a poetisa está incontactável.

A ong Amnistia Internacional pede, através desta petição, ao governo chinês para que se levante toda e qualquer restrição pesando sobre Liu Xia.

O movimento foi lançado a 13 de Julho e já recolheu mais de 20 000 assinaturas de todo o mundo.

Os próximos da poetisa e viúva de Liu Xiaobo alegam que desde o funeral do Prémio Nobel da paz esta se encontraria incontactável.

Os amigos de Liu Xia contestam a versão de Pequim alegando que Liu Xia seria livre dos seus movimentos, por não entenderem o seu silêncio.

Patrick Poon, da Amnistia Internacional em Hong Kong, alega que as autoridades não querem Liu Xia partir rumo ao estrangeiro por não poderem controlar aí as suas palavras.

Numa entrevista a Judith Geng, da redacção em mandarim da RFI, este responsável da Amnistia alega que quando se aproxima o 19° Congresso do Partido comunista chinês o presidente Xi Jinping precisa de consolidar o seu poder.

As autoridades de Pequim têm receio que o comité do Prémio Nobel peça a Liu Xia para receber o Prémio atribuído em 2010 ao seu marido.

Nenhum dos dois conseguira recuperar a distinção em causa por oposição de Pequim.

Se Liu Xia recebesse agora o galardão a atenção do mundo inteiro poder-se-ia focalizar em torno dela e do seu marido falecido na semana passada com apenas 61 anos vítima de cancro no fígado, uma doença que lhe fora só diagnosticada em Maio passado.

Teresa Nogueira, Coordenadora do Grupo China da Amnistia Internacional Portugal, assinou a petição e explica o porquê da iniciativa.

Teresa Nogueira, Amnistia Internacional 17/07/2017 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.