Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 17/11 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 17/11 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 18/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 17/11 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 18/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 17/11 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Catalunha: Madrid recusa mediação

media Primeiro-ministro espanholMariano Rajoy, em Barcelona na sede do Partido popular, a 15 de Setembro. REUTERS/Albert Gea

O governo de Madrid já descartou o apelo do presidente catalão desta quarta à noite em prol de uma mediação enquanto este persistir na independência da região em relação a Espanha.

Carles Puidgemont, presidente da Catalunha, apelou nesta quarta à noite a uma mediação internacional afirmando ter recebido várias propostas que o governo não aceitara.

O dirigente catalão criticou a intervenção da véspera do rei Felipe VI por ter ignorado "de forma deliberada" milhões de catalães ao condenar a sua aspiração à independência.

Num comunicado do governo central pode ler-se que "se o senhor Puigdemont quer falar ou negociar, ou enviar mediadores ele sabe perfeitamente o que tem de fazer primeiro: voltar ao caminho da legalidade que ele nunca devia ter deixado".

Madrid avisou Barcelona que "não vai aceitar nenhuma chantagem (...) Retire a ameaça de ruptura", pode ler-se no documento.

Os dirigentes catalães organizaram no domingo um referendo, proibido por Madrid, votando em mais de 90% em prol da independência, não obstante a repressão policial (numa consulta que contou com 42,3% de participação).

O chefe do governo catalão afirmara nesta quarta-feira ser uma questão de dias até proclamar a independência em relação a Espanha.

A Catalunha conta com 7,5 milhões de habitantes e é tida como uma das regiões mais prósperas de Espanha, não obstante a sua alta taxa de endividamento.

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.