Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 17/11 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 17/11 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 18/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 17/11 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 18/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 17/11 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Venezuela à beira do colapso financeiro

media Venezuelanos na fila para levantar dinheiro num multibanco a 3 de Novembro de 2017 em Caracas. REUTERS/Marco Bello

A Venezuela poderá estar à beira do colapso financeiro. Caracas é incapaz de assegurar o pagamento das suas dívidas e obrigações. A agência financeira Standard and Poor's baixou a nota do país sul-americano da categoria "CC/C" para "SD/D" por "default" parcial a longo prazo em divisas .

De acordo com aquela agência de notação financeira norte-americana a Venezuela teria uma hipótese em duas de enfrentar novo incumprimento de pagamento nos próximos três meses.

Caracas não pagou 200 milhões de dólares de obrigações que expiravam em 2019 e 2024 durante um período que terminou no domingo passado.

Já na sexta-feira o país entrou em "default" ao falhar o pagamento dos juros de um título de 650 milhões de dólares da empresa eléctrica estatatal Corpoelec.

O governo do presidente Nicolas Maduro reuniu-se nesta segunda-feira com os credores visando reestruturar 60 mil milhões de dólares de dívida de obrigações, o executivo do país sul-americano prometendo honrar o serviço da sua dívida.

Milu Almeida é conselheira das comunidades portuguesas na Venezuela. Para ela esta situação pode significar o colapso do país.

Para esta responsável a comunidade internacional não tem atendido aos pedidos de intervenção por parte dos venezuelanos cujas privações de bens essenciais  vêm de longe,  mas que  se têm agudizado nos últimos tempos.

Milu Almeida, conselheira das comunidades portuguesas na Venezuela 14/11/2017 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.