Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 16/12 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 14/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 16/12 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 14/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/12 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/12 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 14/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 16/12 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 14/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Reino Unido expulsa 23 diplomatas russos

media A Primeira - ministra britânica, Theresa May, em frente do 10 Downing Street, em Londres. 13 de Março de 2018 REUTERS/Toby Melville

A primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou hoje sanções contra a Rússia, incluindo a expulsão de 23 diplomatas e a suspensão de contactos bilaterais, no seguimento do envenenamento dum ex-espião russo e da sua filha, em Salsbury, há poucos dias.

A expulsão de 23 diplomatas russos; a suspensão de contactos bilaterais; a revogação do convite feito ao Ministro das Relações Exteriores russo, Sergey Lavrov, para visitar o Reino Unido, e a ameaça de Londres não enviar nenhum representante ao Mundial de futebol, que decorrerá de 14 de Junho a 15 de Julho na Rússia.

Esta foi a resposta da Primeira - ministra britânica, Theresa May, ao silêncio de Moscovo, poucos dias após o envenenamento de um ex-espião russo, Serguei Skripal, e da sua filha, em  Salisbury, no sudoeste da Inglaterra.

Ambos foram vítimas dum neurotóxico desenvolvido pela Rússia durante a era soviética, e Londres exigiu que a Rússia fornecesse explicações à Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) sobre o agente neurotóxico militar utilizado. Porém, o prazo expirou terça-feira à meia-noite, e Moscovo não respondeu.

Depois do anúncio das sanções, a Embaixada da Rússia em Londres denunciou, em comunicado a reacção britânica, descrevendo-a como "hostil, inaceitável e injustificada", acrescentando mesmo que a sua  resposta "não tardará".
 

O Ministro russo das Relações Exteriores, Sergey Lavrov comentou estas sanções, afirmando que "Londres escolheu o caminho do confronto".

O incidente é grave, e o aumento da tensão entre os dois países ocorre a poucos dias da eleição presidencial na Rússia, no Domingo, em que o presidente Vladimir Putin é favorito. Mas também vem perturbar os preparativos para o Mundial de futebol, que decorrerá na Rússia entre Junho e Julho deste ano.

 Os principais aliados do Reino Unido, apoiam a posição britânica, enquanto o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, anunciou hoje que pediria que o assunto fosse incluido na agenda da Cimeira europeia, agendada para a próxima semana.

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.