Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 13/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 13/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 13/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 13/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Pelo menos 12 palestinianos mortos em protesto contra Israel

media Manifestação no Dia da Terra. 30 de Março de 2018. MAHMUD HAMS / AFP

Mais de 350 feridos e, pelo menos, 12 mortos. Este é o balanço mais recente dos confrontos entre o exército israelita e milhares de manifestantes na fronteira da Faixa de Gaza, no dia em que começou um movimento de protesto e em que se comemora o Dia da Terra.

O exército israelita resondeu com balas reais, justificando que os manifestantes atiraram pedras e pneus a arder contra as tropas e a barreira de segurança. O ministro israelita da Defesa, Avigdor Lieberman, tinha avisado que todos os que se aproximassem da barreira de segurança se colocariam em perigo. A segurança israelita foi reforçada na fronteira para evitar a passagem de pessoas durante a celebração da Páscoa judaica que começa esta noite.

Mais tarde, o exército bombardeou três posições do Hamas, afirmando agir em resposta a uma tentativa de ataque dos seus soldados pelos palestinianos que manifestavam na fronteira.

Nas contas do exército israelita, foram cerca de 17 mil pessoas a concentrarem-se junto de alguns pontos da fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel. Porém, fontes palestinianas apontam dezenas de milhares de manifestantes. Eles juntaram-se em resposta ao apelo de um mega protesto intitulado "A Grande Marcha do Regresso" que começou hoje e que tem como objectivo durar seis semanas. Os manifestantes pedem o direito de os refugiados palestinianos poderem entrar em Israel e denunciam o bloqueio israelita à Faixa de Gaza.

A manifestação foi oficialmente convocada pela sociedade civil, mas é apoiada pelo movimento palestiniano Hamas. Acontece no simbólico Dia da Terra que, anualmente, recorda a morte, a 30 de março de 1976, de seis árabes israelitas em protesto contra a confiscação de terras por Israel. Os árabes israelitas são descendentes de palestinianos que permaneceram nas suas terras após a criação do Estado de Israel em 1948.

 

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.