Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 17/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 17/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 17/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 17/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Ataques na Síria: "A América, França e Inglaterra fizeram muitíssimo bem"

Ataques na Síria:
 
Míssil atravessando o céu de Damasco, na madrugada de 14 de abril, nos ataques dos Estados Unidos, França e Inglaterra SANA/Handout via REUTERS

No nosso Convidado de hoje, vamos analisar, a crise da Síria, depois dos ataques dos Estados Unidos, França e Inglaterra, com o Professor, José Anes, especialista português de questões de segurança, criminalidade ou química.

"A América, França e Inglaterra fizeram muitíssimo bem, e este ditador, [Bashar al-Assad] como este e como outros, têm que ter uma noção de que há uma reacção clara e determinada da comunidade internacional, através de 3 representantes."

"Neste caso, 3 países de topo, para que ele [Bashar al-Assad], pense, duas vezes ou três, antes de voltar a utilizar armas químicas."

Palavras de José Anes, Professor na Universidade Lusíada de Lisboa e um dos melhores especialistas portugueses de Segurança, Criminalidade, Terrorismo, Religiões e com formação igualmente em Química e Física.


Sobre o mesmo assunto

  • Convidado

    Ivo Sobral:"Prevejo uma intervenção norte-americana a médio prazo na Síria"

    Saber mais

  • Convidado

    Síria, a extraordinária capacidade de Damasco

    Saber mais

  • Convidado

    Síria "é o laboratório militar N°1 do planeta"

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.