Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 16/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 16/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 16/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 16/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

França: parlamento rejeita emenda para proibir glifosato até 2021

França: parlamento rejeita emenda para proibir glifosato até 2021
 
Protesto contra utilização glifosato frente à Comissão Europeia EMMANUEL DUNAND / AFP

Em Novembro do ano passado a Comissão Europeia renovou por 5 anos a autorização de utilisação do herbicida glifosato, com os votos contra entre outros da França, cujo Presidente Emmanuel Macron prometeu proibir a sua utilização neste país até 2021, mas esta segunda-feira (28/05) o parlamento rejeitou a emenda neste sentido.

A nocividade da molécula glifosato, princípio activo do produto Roundup, fabricado e comercializado pela multinacional norte-americana Monsanto é alvo de controvérsias, pois segundo os designados "Monsanto Papers" o grupo participou nos estudos científicos, que descartam a sua nocividade.

Como começa por referir o biólogo português Raúl Jorge Santos, para quem o princípio de precaução deveria primar.


Sobre o mesmo assunto

  • Ciência

    "Consumidores reféns do glifosato"

    Saber mais

  • União Europeia

    Falta de renovação do glifosato é "boa notícia"

    Saber mais

  • Ciência

    Ébola na República Democrática do Congo

    Saber mais

  • Ciência

    Angola : AADIC apresenta queixa-crime por poluição

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.