Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 22/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 22/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 22/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 22/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Papa escreveu aos fiéis sobre abusos sexuais

media Papa Francisco no Vaticano a 19 de Agosto de 2018. AFP

O Vaticano divulgou nesta segunda-feira uma carta inédita do Papa Francisco onde o sumo pontífice critica os casos de abusos sexuais por parte do clero. O chefe dos católicos apelou à união dos crentes para "erradicar esta cultura da morte". O Papa admitiu ter-se negligenciado e abandonado as crianças.

Pela primeira vez na história o Papa dirige-se directamente aos fiéis sobre uma questão que nas últimas décadas e e em muitas latitudes tem fragilizado a idoneidade da Igreja e dos seus representantes.

O Papa Francisco alega que "as feridas nunca prescrevem".

O lider da Igreja Catolica admite “vergonha e arrependimento” pela forma como a Igreja lidou com estes crimes  e pede a ajuda de todos os católicos para eliminar o que chamou de "cultura de morte", ainda que reconhecendo que "nunca será suficiente pedir perdão e reparar o dano causado".

Esta é a primeira vez que um Papa se dirige aos fiéis e ao mundo para falar de abusos sexuais.

 A carta surge numa altura em que centenas de casos de abusos sexuais dentro da Igreja Católica, e encobertos por ela, estão a ser notícia nos EUA, mas também no Chile, Austrália e Irlanda, que ele irá visitar no fim de semana.

O Papa que é aguardado no próximo fim de semana na Irlanda para encerrar o Encontro mundial das famílias que começa nesta terça-feira neste país europeu.

Filipe Ribeiro de Menezes, professor universitário em Manyooth, perto de Dublin, alega que o país se preparou condignamente para acolher as centenas de milhares de pessoas que vêm ouvir o Papa.

Todavia ele alega que a Igreja tem perdido muitos praticantes e que também muita da sua doutrina social tem perdido terreno, entre a adopção do divórcio, da abertura do casamento a pessoas de mesmo sexo e do aborto.

Filipe Ribeiro de Menezes, professor universitário na Irlanda 20/08/2018 ouvir

Este universitário na Irlanda admite que o comportamento dos irlandeses em relação à Igreja católica se tem vindo a alterar nos últimos anos.

Irlandeses mudaram de atitude em relação à Igreja católica 20/08/2018 ouvir
Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.