Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/04 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/04 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/04 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/04 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/04 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/04 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/04 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/04 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/04 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/04 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/04 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/04 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/04 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/04 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/04 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/04 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Aberto 3° Festival de cinema de Macau

media Realizador português Ivo Ferreira e a equipa do filme "Hotel Império" no Festival de cinema de Macau a 8 de Dezembro de 2018. RFI/Miguel Martins

Macau celebra desde este sábado o cinema com o seu terceiro festival internacional. Ao longo de uma semana o antigo território português no Sul da China vibra ao ritmo do tapete vermelho que calcorreIam as estrelas, caso do actor e realizador norte-americano Nicholas Cage, do cineasta português Marco Martins, sem esquecer uma forte representação chinesa.

O filme de abertura "Green book" aborda a questão rácica nos Estados Unidos dos anos 60 e a relação de um motorista branco e do seu patrão, um pianista negro.

O certame tem este ano novas mostras, nomeadamente uma de cinema chinês, outra de cinema asiático.

O festival optou por se especializar em primeiros ou segundos filmes e propõe um leque de onze longas metragens em competição.

As películas são provenientes dos seguintes países: Bulgária, Alemanha, Coreia, México, Dinamarca, Japão, Índia, França, Reino Unido, China e Argentina.

O cinema lusófono passa pela estreia de "Hotel Império", filmado em Macau, por Ivo Ferreira, outra metáfora da descolonização portuguesa do realizador que adaptara ao grande ecrã "Cartas da guerra" de António Lobo Antunes, passado em Angola.

A sensação da Semana da crítica de Cannes, "Diamantino", e a sua paródia de futebolista luso tem também projecção aqui.

O apoio aos cineastas macaenses continuará a ser uma constante de um certame que quer, cada vez mais, cativar o público local para o evento.

Miguel Martins, enviado especial ao Festival internacional de cinema de Macau 08/12/2018 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.