Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 16/07 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/07 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/07 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/07 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 16/07 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/07 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 16/07 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/07 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 15/07 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/07 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Brexit: Pedido de adiamento para a saída efectiva?

media Theresay May (centro), Primeira-ministra, defende acordo no Parlamento britânico. Reuters TV via REUTERS

As autoridades europeias esperam que o Governo da Primeira-ministra britânica, Theresa May, solicite uma extensão para o Brexit, admitindo que vão provavelmente aceitá-la apesar deste cenário não ser o mais favorável.

Os parlamentares britânicos vão votar nesta quinta-feira se estão a favor de um adiamento da saída da União Europeia.

Na moção que apresentou para ser debatida e votada, o Governo de May sugere pedir à UE um adiamento de três meses, até 30 de Junho, para passar a legislação necessária caso o parlamento aprove um acordo até quarta-feira, 20 de Março. Mas Theresa May admitiu mesmo um adiamento prolongado do “Brexit”, até dois anos, se os deputados voltarem a chumbar o acordo.

Após uma maioria de 321 deputados contra 308 ter rejeitado na quarta-feira um ‘Brexit’ sem acordo, a primeira-ministra Theresa May admitiu ser inevitável um adiamento da data de saída para além de 29 de Março, cuja duração pode variar.

Segundo a actual legislação britânica e da União Europeia, o Reino Unido deixará o bloco europeu a 29 de Março, fim do processo chamado "Artigo 50" do Tratado de Lisboa.

Recorde-se que na quarta-feira os deputados britânicos aprovaram por estreita margem, uma moção rejeitando que o Reino Unido deixe a União Europeia "sem um acordo, em nenhuma circunstância", mas não definiram como pretendem impedi-lo, a duas semanas da data prevista para o divórcio.

De notar que se um adiamento for pedido, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, disse que vai pedir aos líderes dos 27 países da União Europeia que aceitem esse adiamento do ‘Brexit’ para o Reino Unido repensar a sua estratégia e “construir um consenso”.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.