Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 14/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 14/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 13/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 14/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Reino Unido: Theresa May anuncia a sua demissão

media A Primeira-ministra britânica Theresa May anuncia a sua demissão. REUTERS/Toby Melville

Depois de meses de crise com o bloqueio político no Parlamento, em torno das modalidades do Brexit e na sequência de várias demissões ao longo dos últimos meses na sua equipa governativa, a primeira ministra britânica, Theresa May, anunciou hoje a sua demissão.

Era uma história sem fim feliz à vista. Ao fim de três anos, o Brexit fecha um capítulo.

Com a voz embargada, lágrimas nos olhos, a primeira-ministra britânica anunciou hoje a demissão de líder do partido Conservador.

Vou deixar em breve o cargo que foi a maior honra da minha vida. A segunda mulher primeira-ministra, mas com certeza não serei a última. Vou fazê-lo sem amargura, mas com uma enorme e eterna gratidão pela oportunidade de servir o país que eu amo”, disse.

A eleição interna no partido vai também determinar um sucessor de Theresa May à frente do governo.

O processo de escolha começa a 10 de junho e vai prolongar-se durante seis semanas, até meados de julho. O favorito é Boris Johnson, mas espera-se uma corrida com muitos candidatos. Até lá, o país fica em suspenso.

Theresa May sai vítima de divisões profundas não só entre partidos, mas dentro dos próprios conservadores. O acordo que negociou para o Reino Unido sair da União Europeia foi chumbado três vezes, tanto por eurocéticos como por deputados anti-Brexit.

Na hora da despedida, a ainda primeira-ministra apelou a um consenso entre políticos. Depois de David Cameron, Theresa May é a segunda líder dos conservadores sacrificada por causa do Brexit.

Perante um resultado desastroso do partido nas eleições europeias, o sucessor terá como missão salvar não só país, mas também o partido.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Bruno Manteigas.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.