Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/07 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/07 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/07 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/07 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/07 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/07 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/07 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/07 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/07 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/07 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/07 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/07 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Irão oficializa « intrusão » de “drone espião” dos EUA.

media Imagens do alegado drone norte-americano exposto por Teerão. Tasnim News Agency/Handout via REUTERS

Numa mensagem no Twitter, o ministro iraniano dos negócios estrangeiros comentou a “intrusão” do seu espaço aéreo, na quinta-feira passada, por um drone MQ9, código de um drone norte-americano.

O Twitter iraniano surge numa altura em que os media norte-americanos fazem saber que Washington lançou ciberataques contra sistemas de lançamento de mísseis e uma rede de espionagem iranianos.

Os Estados unidos dizem ainda estar a preparar novas sanções contra o Irão.

No entanto, Teerão advertiu já que o menor ataque contra o seu território terá consequências devastadoras sobre os interesses americanos na região.

As reações surgem dois dias depois de Trump ter anulado, em cima da hora, represálias contra o Irão.

A situação levou o conselheiro norte-americano para a segurança nacional a advertir Teerão que não convém confundir “prudência” com “fraqueza”.  

Os Estados Unidos tentam, entretanto, reaproximar os seus aliados do Golfo e Israel, através da co-realização da conferência sobre o desenvolvimento palestianiano, terça e quarta-feira, no Bahrein.

Contudo, a conferência não vai contar com a participação da Autoridade Palestiniana que boicota o encontro, onde estarão presentes potências regionais como a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos.

Segundo comentadores norte-americanos, será “ridículo” realizar uma conferência sobre a Palestina sem os palestinianos.

Por seu turno, Israel estará presente no encontro, mas, ainda não se sabe, se será através duma delegação política ou apenas empresarial.

Recorde-se que o objectivo de Washington é conseguir uma aliança entre os Estados do Golfo e Israel contra o Irão, numa altura em que os Emirados Árabes Unidos apelam ao diálogo para fazer baixar a tensão no Golfo Pérsico.

A Teerão chegou, entretanto, hoje, o ministro de Estado britânico, onde mantém várias reuniões com as autoridades iranianas.

A intenção de Londres é inverter a escalada dos últimos dias entre Washington e Teerão.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.