Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Matanças em cidades dos Estados Unidos contra mexicanos

media Tiroteio no Texas em frente ao supermercado Walmart frequentado por mexicanos nos Estados Unidos Joel Angel JUAREZ / AFP

No espaço dalgumas horas disparos violentos semearam ontem à noite mortes e feridos com um homem a disparar em Dayton no Ohio matando 9 pessoas tendo sido abatido pela polícia; mas antes em El Paso no Texas o balanço foi mais pesado, com outro homem a matar 20 pessoas e ferindo outras 26, nomeadamente mexicanos, numa acção abertamente racista e xenófoba.

Dois tiroteios violentos marcaram o dia de ontem à noite nos Estados Unidos, 9 pessoas foram mortas durante disparos em Dayton no Ohio, no noroeste do país, anunciou a polícia local que matou o autor dos tiros.

Horas antes tinha sido em El Paso, no Texas, outro indivíduo disparou matando 20 pessoas e 16 pessoas foram hospitalizadas devido a ferimentos.

Os disparos de Dayton, ocorreram no centro histórico de Oregon, muito frequentado. 

Na troca de tiros com a polícia ele acabou por ser morto.

No Texas, foi outro jovem atirador que abriu fogo num supermercado da cadeia Walmart de El Passo, matando 20 pessoas, nomeadamente, 3 mexicanos e ferindo 26 outras pessoas. 

A polícia prendeu o jovem de 21 anos e abriu um inquérito sobre crime de ódio de carácter racista. O jovem já admitiu que a sua intenção era a de matar o maior número de pessoas possíveis.

Um manifesto, atribuído ao atirador tinha sido colocado na Internet denunciando "uma invasão hispânica do Texas" e fazia ainda referência à matança de 51 pessoas cometida por um supremacista branco em duas mesquitas de Christchurch na Nova Zelândia em março.

Cidade fronteiriça com o México, El Passo tem 680 mil habitantes, dos quais 83% são hispânicos. El Paso teve em média 18 assassínios por ano nos últimos 5 anos.

O Presidente Donald Trump, denunciou na sua conta Twitter, o "tiroteio trágico, um acto cobarde", sublinhando que "nunca haverá razões ou desculpas para justificar o assassínio de pessoas inocentes".

Mas na oposição há democratas que acusam a política de imigração de Trump e as suas derrapagens verbais xenófobas e racistas.

Em plena campanha das primárias dos democratas para as presidenciais de 2020, o pré-candidato Joe Biden, reagiu dizendo que já é "tempo de agir para pôr termo a esta epidemia de violência que está ligado ao uso de armas nos Estados Unidos, que é um direito fundamental inscrito na Constituição americana.

Uma vez mais o uso e porte de armas vai ser um dos grandes temas de debate durante a campanha para as presidenciais de 2020.

Convém dizer, no entanto, que a esmagadora maioria dos americanos continua a defender a segunda emenda constitucional que dá direito ao uso de armas.

Por outro lado, a questão da violência e do uso de armas no tempo do presidente Obama com Joe Biden como vice-presidente a situação não era melhor e a maioria dos democratas aprova a emenda constitucional sobre as armas.

Matanças em cidades dos Estados Unidos contra mexicanos 04/08/2019 ouvir
Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.