Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 15/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 13/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 15/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 13/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 15/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 13/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 15/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 13/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

BE promete “salvaguardar os direitos dos emigrantes”

media Cristina Semblano e Tiago Pinheiro, candidatos do BE pelo círculo da Europa, ladeiam a deputada bloquista Sandra Cunha. RFI/Carina Branco

Em Gentilly, na região de Paris, o Bloco de Esquerda apresentou, esta sexta-feira, os seus candidatos para as eleições legislativas pelo círculo da Europa. Tiago Pinheiro, cabeça-de lista neste círculo eleitoral, sublinhou que o BE quer “salvaguardar os direitos dos emigrantes enquanto portugueses”.

Continuamos a achar que onde há um português, há Portugal. Ser português no estrangeiro ou ser português emigrante neste momento é difícil e nós queremos salvaguardar os direitos dos emigrantes enquanto portugueses”, explicou à RFI Tiago Pinheiro, candidato do Bloco de Esquerda às eleições legislativas pelo círculo da Europa.

As declarações foram feitas numa conferência de imprensa na esplanada de um restaurante em Gentilly, na região de Paris, e contou com a presença de Cristina Semblano, também candidata pelo círculo da Europa, e da deputada bloquista Sandra Cunha.

Tiago Pinheiro, que já viveu no Reino Unido, considerou que o recenseamento automático dos emigrantes foi “a decisão mais importante para a emigração” do último governo socialista e teve o cunho do BE. Recorde-se que o executivo de António Costa contou com o apoio parlamentar do Bloco de Esquerda na chamada “geringonça”.

O candidato também enumerou as propostas principais do BE para a diáspora: “Acima de tudo estamos a defender um ajustamento da rede consular. Achamos que não precisamos de senha para sermos portugueses e continuamos a precisar de senha para ser portugueses e para ter os nossos direitos salvaguardados cá fora.

Queremos também promover o ensino do português cá fora que tem que voltar a ser gratuito, estar associado à escola pública e ser para todos.

Temos que também proteger os direitos do trabalho dos nossos trabalhadores, como pessoas que têm problemas agora graves com o Brexit ou problemas como têm os lesados do BES.”

Relativamente ao programa geral do Bloco, Tiago Pinheiro promete que se vai “continuar a apostar no reconhecimento dos direitos do trabalho e do trabalho justo” e também “lutar por um Estado social” e por “uma economia sustentável”. “Um programa que permita acima de tudo que sejamos todos portugueses com dignidade em Portugal, não esquecendo nunca os emigrantes porque é construindo um Portugal forte e um Portugal justo para todos que vamos conseguir que os emigrantes o sejam por opção ou não, mas não o sejam por obrigação porque na verdade a emigração continua”, concluiu.

Tiago Pinheiro, Candidato do BE às legislativas pelo círculo eleitoral da Europa 20/09/2019 ouvir
Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.