Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 16/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 13/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 16/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 13/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 16/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 13/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 16/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 13/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Movimento de protestos e violência na capital e no sul de Iraque

media Confrontos entre manifestantes e forças policiais em Bagdade, a 3 de outubro, de 2019 AHMAD AL-RUBAYE / AFP

Iraque, terceiro dia de um movimento de manifestações, na capital, Bagdade e no sul do país, para denunciar a corrupção e reclamar postos de trabalho. Um movimento que está a ganhar grandes proporções tendo sido já registados 27 mortos entre manifestantes e a polícia.

A contestação no Iraque assumiu hoje  uma grande dimensão no terceiro dia de um movimento anti-corrupção e a favor do emprego, em cidades do sul do país, apesar da morte de 27 pessoas pela polícia.

Hoje, a polícia matou 6 manifestantes em Nassiriya, a sul de Bagdad, durante uma das manifestações. Do total de 27 mortes, 25 são manifestantes e 2 das forças policiais.

Milhares de manifestantes empunhando bandeiras e empoleirados em camiões percorreram o centro da capital, Bagdade, apesar dum forte dispositivo policial que disparava balas reais.

Certas bandeiras exibiam nomes de imãs xiiitas a 3 semanas da maior peregrinação do Islão xiita no sul iraquiano.

Manifestantes contra a corrupção pedem empregos

Manifestando contra a corrupção, serviços públicos degradados e o desemprego, estes protestos são um teste para o governo de Adel Abdel Mahdi, acabado de chegar ao poder há um mês.

As autoridades que denunciam sabotadores entre os manifestantes declararam um recolher obrigatório em Bagadade e em diversas cidades do sul, sem que isso tenha tido qualquer impacto nas manifestações.

Até agora nenhum partido político ou chefe religioso reivindicaram a paternidade do movimento de protesto, coisa rara num país habituado a clivagens confessionais.

Contudo, ontem à noite, o líder xiita, Moqtada Sadr, apelou os seus fiéis e apoiantes, que em 2016 paralizaram o país com manifestações em Bagdad, a organizarem "sit-ins pacíficos".

Manifestações e violência em Bagdade e no sul do Iraque 03/10/2019 ouvir

   

   

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.