Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 17/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 20/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 17/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 17/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 17/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe na força multinacional da CEEAC

media Soldados malianos entram num helicóptero (imagem de ilustração) Anthony Fouchard/RFI

Decorre desde ontem, e até Quinta-feira, em São Tomé, uma reunião  de peritos militares dos países da CEEAC ( Comunidade Económica dos Estados da África Central), sobre a estratégia de defesa a adoptar, a nível regional, até 2020. Durante a reunião, desde já ficou estabelecido que São Tomé e Príncipe vai participar com meios humanos numa unidade militar multinacional, composta por um total de 4.800 homens.

A CEEAC pretende disponibilizar capacidades para criar uma missão visando garantir a paz com o mandato da União Africana e o COPAC ( Conselho de Paz e Segurança da África Central).

A criação de uma força multinacional africana composta por 4.800 homens, foi decidida em 2008, mas a crise financeira mundial, que afectou também a Africa, atrasou - segundo afirmou Daniel Saviemba, Chefe de Estado Maior da Força Multinacional da CEEAC - todo o processo .

São Tomé e Príncipe, que inicialmente deveria ter apenas um papel político- estratégico na constituição desta força, poderá agora vir a participar nela com um efectivo de homens.

A reunião de especialistas militares dos países da CEEAC, termina esta quinta - feira com actualização do catálogo da força multinacional.

Oiça aqui mais pormenores, com o correspondente da RFI em São Tomé, Maximino Carlos.

 

Correspondência de Maximino Carlos, em São Tomé 12/09/2017 ouvir

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.