Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 10/12 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 11/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 10/12 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 11/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 10/12 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 11/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 10/12 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 11/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 10/12 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 11/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
São Tomé e Príncipe

Presidente de São Tomé quer “ousadia” mundial face aos desafios climáticos

media Evaristo Carvalho, Presidente de São Tomé e Príncipe, na Assembleia Geral da ONU. 21 de Setembro de 2017. Jewel SAMAD / AFP

O presidente de São Tomé e Príncipe pediu, esta quinta-feira, “ousadia política” dos líderes mundiais para aplicarem o Acordo de Paris para o Clima. No discurso na 72ª Assembleia Geral da ONU, Evaristo Carvalho salientou que o principal desafio que o mundo enfrenta são as alterações climáticas.

Esta quinta-feira, na Assembleia Geral das Nações Unidas, o presidente de São Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho, pediu aos líderes mundiais para terem mais “ousadia política” na aplicação do Acordo de Paris para o Clima.

Evaristo Carvalho disse que o sucesso contra as alterações climáticas é "porventura o maior legado que podemos deixar às gerações vindouras".

"Por mais que sejamos bem sucedidos em atingir as metas para a paz, a estabilidade e o progresso à escala mundial, nada disto terá sentido algum se não soubermos cuidar do nosso planeta. O combate ao fenómeno das alterações climáticas constitui talvez o objectivo mais complexo e para o qual toda a humanidade é chamada a intervir", declarou.

Evaristo Carvalho alertou que as medidas propostas no Acordo de Paris "tardam a ser concretizadas na prática" e lembrou que "os fenómenos climáticos extremos provocam danos irreparáveis ao nosso ecossistema e à vida na terra", apelando que todos devem contribuir "segundo princípios de equidade".

"São Tomé e Príncipe, um pequeno estado insular em desenvolvimento, não tem poupado esforços a esse respeito e quero-vos garantir o nosso firme compromisso em estar na vanguarda da implementação de medidas de mitigação das alterações climáticas", afirmou, alertando que "o financiamento de tais medidas carece de apoio da comunidade internacional" e que é preciso "acordos de cooperação que contemplem um ambicioso financiamento para as questões do clima".

Oiça aqui o excerto do discurso.

Evaristo Carvalho, Presidente de São Tomé e Príncipe 22/09/2017 ouvir

O chefe de Estado também deixou uma palavra para "a república irmã da Guiné-Bissau", expressando o desejo que “rapidamente seja retomado o regular funcionamento das suas instituições”.

O presidente são-tomense pediu "que cessem as tensões na península coreana" e  abordou a luta contra o terrorismo, apontando o dedo ao grupo terrorista Boko Haram que tem “contribuído para instabilidade em toda a região e um certo travão à implementação de políticas sustentáveis ao desenvolvimento”.

Evaristo Carvalho falou, também, sobre "as crises migratórias", a República Centro-Africana, o Sahara Ocidental, a Síria, a Ucrânia, o "direito do povo palestiniano em conduzir o seu destino" e o reestabelecimento das relações entre São Tomé e a China.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.