Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Mortos na violência da fronteira entre Israel e Faixa de Gaza

media Palestinianos manifestando na barreira de segurança entre Gaza e Israel a 30 de março de 2 018. REUTERS/Ibraheem Abu Mustafa

O presidente da Alta autoridade palestiniana, Mahmoud Abbas, apelou à ONU a proteger imediatamente o povo palestiniano de agressões do exército de Israel. Forças israelitas dizem do seu lado ter recorrido a meios de dispersão de manifestantes apedrejando os seus soldados. O secretário-geral da ONU, António Guterres, reagiu, pedindo um inquérito transparente.

O presidente palestiniano, Mahmoud Abbas, apelou hoje (31) a ONU a proteger o povo palestiniano de agressões quotidianas do exército israelita. Abbas, referia-se à violência de ontem do exército israelita contra uma manifestação palestiniana.

"Apelo hoje as Nações Unidas a fornecer imediatamente uma protecção ao povo palestiniano face a estas agressões quotidianas."

"As autoridades israelitas são responsáveis pelas perdas causadas hoje pelo exército de ocupação que disparou contra manifestantes pacíficos".

A violência provocou a morte de 17 palestinianos e mais de 1.400 feridos, segundo Ryad Mansour, representante palestiniano na ONU. De fonte hospitalar o balanço é de 16 mortos e centenas de feridos.

A manifestação que vai durar 6 semanas tem por objectivo pedir o direito ao regresso a Israel dos refugiados palestinianos.

Perante esta situação o secretário-geral da ONU, o português, António Guterres, pediu este sábado, um inquérito independente e transparente sobre o que se passou ontem no primeiro dia duma grande manifestação de palestinianos na fronteira entre a faixa de Gaza e Israel, anunciou o seu porta-voz.

Durante todo o dia de ontem, centenas de jovens palestinianos ignoraram os apelos dos organizadores e do exército israelita para se manterem à distância da fronteira.

Assim, o exército israelita declarou que as suas forças recorreram a "meios de dispersão anti-motins e a tiros contra os principais instigadores" sublinhando que certos manifestantes tinham lançado pneus ardendo e apedrajado soldados na barreira de segurança do lado israelita. 

Violência na fronteira entre Israel e Faixa de Gaza 31/03/2018 ouvir

 

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.