Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 16/12 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 16/12 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 16/12 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 16/12 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Angola apostada nos Jogos Olímpicos

media Delegação olímpica brasileira no Rio de Janeiro RFI/Élcio Ramalho

A delegação olímpica angolana está já no Brasil para participar nos Jogos Olímpicos cuja abertura oficial acontece na sexta-feira. São 25 atletas que competem com as cores angolanas: o chefe da delegação assume uma postura modesta, admitindo que não pensa em medalhas.

Angola estreia-se nas Olimpiadas do Rio de Janeiro neste sábado com o andebol feminino. A luta, a natação, o remo, a vela, o judo, o atletismo e o tiro aos pratos são outras competições com presença do país.

A chefiar a delegação está Mário Rosa de Almeida. Ao microfone de Élcio Ramalho ele comentou a presença de Angola no evento alegando que os atletas se prepararam ao longo de quatro anos para chegar aos Jogos Olímpicos e agora agora dignificar o país.

RFI/Élcio Ramalho

Este dirigente admitiu as dificuldades que o Brasil pode ter sentido na organização, mas alega que os constrangimentos têm vindo a ser ultrapassados e sublinha a importância do mesmo decorrer num país de língua portuguesa. "A organização brasileira está bem e recomenda-se" afirmou ele.

Mário Rosa, chefe da delegação olímpica angolana 03/08/2016 ouvir

Confira aqui algumas imagens da delegação olímpica angolana no Rio de Janeiro.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.