Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 17/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 17/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 19/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 17/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 19/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 17/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Artigo

Hollande sugere que Brasil adote lei sobre casamento gay

media O presidente François Hollande durante discurso no Museu Nacional, em Brasília, nesta quinta-feira, 12 de setembro. Reuters

Durante seu discurso no Museu Nacional, nesta quinta-feira, em Brasília, onde participou de um evento sobre educação, o presidente François Hollande deu a entender que gostaria de ver o Brasil seguir o exemplo da França e adotar uma lei autorizando o casamento entre pessoas do mesmo sexo. A sugestão foi feita quando se referiu à ministra francesa da Justiça, Christiane Taubira, presente no local.

Élcio Ramalho, enviado especial ao Brasil

A acolhida carinhosa do público em relação à ministra não passou despercebida pelo presidente Hollande. Durante a abertura do evento Diálogo franco-brasileiro sobre Educação, o ministro brasileiro da Educação, Aloizio Mercadante, fez questão de apresentar alguns integrantes da comitiva francesa sentados na primeira fila da plateia. A ministra francesa da Justiça foi muito aplaudida e precisou se levantar para agradecer a reação do público, formado principalmente por jovens estudantes.

Quando chegou sua vez de discursar, o presidente Hollande deu sua interpretação sobre o carinho da plateia com Christiane Taubira : "Fiquei particularmente sensibilizado pela acolhida que vocês reservaram à Christiane Taubira. Sem dúvida, porque ela é guianesa e vizinha de vocês, mas sobretudo porque ela criou uma lei na França que pode também servir de referência e exemplo", disse Hollande. A referência foi à lei do casamento gay que foi aprovada pelo parlamento francês após muitos protestos nas ruas. A ministra chegou a ser insultada por ter proposto o projeto de lei.

"Essa lei promove a igualdade, a dignidade e a liberdade, valores que são da França mas também de todos aqueles que querem se libertar de todo tipo de submissão. E o Brasil já mostrou pela sua história que é capaz disso", afirmou o presidente francês.

No Brasil, uniões entre pessoas do mesmo sexo tem acontecido desde 2011, a partir da decisão do Supremo Tribunal Federal.

Intercâmbio estudantil

François Hollande dedicou a maior parte de seu discurso para abordar os acordos assinados entre Brasil e França para a promoção de intercâmbio estudantil. O governo francês se comprometeu a receber 10 mil bolsistas do programa Ciências sem Fronteiras até 2015, sendo que 6 mil deles já passaram pelo país. O presidente francês destacou que pretende dobrar esse número.

"Queremos ir mais longe. Formar não apenas estudantes mas pesquisadores de alto nível", disse. Atualmente a França é o terceiro país que mais acolhe estudantes brasileiros do programa.

Holande ainda lembrou da assinatura pela manhã no Palácio do Planalto, na presença da presidente Dilma Rousseff, do acordo do programa "Férias -Trabalho" que vai permitir aos jovens franceses viverem no Brasil e aos jovens brasileiros viverem na França durante um ano com visto que permite trabalhar temporariamente para completar seus recursos.

Hollande também anunciou a disposição da França em receber 1000 bolsistas de mestrado de cursos profissionalizantes nos próximos dois anos.

Faz parte do acordo entre os dois governos, a promoção da língua francesa desde o ciclo básico até cursos on line para estudantes brasileiros selecionados para estudar nas universidades francesas através do programa " Ciências sem fronteiras".
 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.